Uma parceria perfeita entre o Homem e a Natureza  
     

A Mata Nacional do Bussaco, é um jardim monumental, cheio de árvores exóticas trazidas do ultramar pelos nossos navegadores, fontes de água cristalina e miradouros cujas vistas chegam até ao mar.

Os visitantes são contagiados pela atmosfera bucólica e de meditação criada pelos monges no Século XVII e que perdura imaculada até aos nossos dias.

O palácio que o rei D. Carlos I de Portugal mandou construir em 1888 é um tributo a esta atmosfera e uma das pérolas da arquitectura portuguesa do Século XIX.

 

 
     
 

O Bussaco era um parque fechado até ao início do Século XIX, usado para reclusão e meditação dos monges Carmelitas Descalços que lá construíram o seu mosteiro e capelas sob autorização especial do rei Filipe III de Espanha (Filipe II de Portugal).

 

 
No início do Século XIX, o Bussaco foi palco de uma das mais importantes batalhas da Guerra Peninsular, opondo o Duque de Wellington contra Massena, marcando o início do fim das invasões napoleónicas. Em 27 de Setembro de 2010 terão lugar as comemorações dos 200 anos da vitória Luso-Britânica sobre os exércitos Franceses.


 
     

 

Entre os raios de sol sobre as brumas e abençoado pela água e pelo clima, o Bussaco é um local único, onde o ar, a paz e os sons da natureza, o levarão a numa viagem de relaxamento a uma modelo setecentista à escala do Jardim do Éden.